quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

“Chegou A Luz!” - MARIE S.WATTS....


“Levanta-te, recebe a luz, porque chegou a tua luz, e a glória do Senhor nasceu sobre ti.”


Isaías 60: 1


A Consciência iluminada é a sua Consciência, exatamente aqui, exatamente agora. 

A Consciência iluminada é a sua única Consciência. 

Nada há que esteja consciente, a não ser a Consciência; e Deus, Consciência, é luz. 

A luz sempre está radiante como sua própria glória; e a Luz é VOCÊ.

A Consciência iluminada jamais pode ser atingida. Se pudesse, significaria que Ela fosse apartada de sua própria Consciência. Teria de ser externa, ou outra além da Consciência que você possui e é. 

Caso isso fosse correto, neste momento lhe seria impossível estar consciente. 

A Consciência única universal não Se encontra subdividida em partes separadas. 

Você não é nenhum veículo ou receptáculo pelo qual a Luz possa penetrar ou Se afastar. Tampouco você constitui algum canal condutor do fluxo da Luz. 

Por você estar vivo, Ela está radiantemente viva. Verdadeiramente, chegou a Luz! 

Por você estar consciente, Ela está gloriosamente consciente.

Amado, contemple seu “Eu”. Ouse aceitar e proclamar sua Identidade Crística Iluminada! 

Ouse rejeitar a ilusão de que você é um frágil mortal, fraco e sem valor, humildemente pleiteando se tornar respeitável e digno. 

A Consciência é indigna de ser consciente? 

A Vida é indigna de estar viva? 

A Mente é indigna de ser inteligente? 

O amor é indigno de ser amoroso?


                                      II
“De sorte que haja em vós a mesma mente que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus”
                            (Filipenses 2: 5-6).


Você já teve aceito o fato de que, de si mesmo, nada pode fazer, conhecer, possuir e ser. Portanto, você pôde concretizar a real humildade. 

Nesta humildade, você vem reconhecendo o seguinte fato: somente porque Deus é, você pode ser.

Na mesma humildade, você vem rejeitando todos os tipos fictícios de orgulho, ambição e avareza humanos. 

Você é livre da mortalidade, com todas as suas enganosas ansiedades, aspirações, anelos, esforços e lutas.

Você é imune às ilusões da pseudo-mortalidade. 

Você é inatingível pelo mundo ilusório da aparência. 

Você está no mundo, mas sem pertencer-lhe. Não é atraído nem repelido pelas coisas do mundo.
                                     III
“Porque as trevas não são escuras para ti; a noite brilha como o dia, e a escuridão como a claridade.”
                          Salmo 139: 12


Sim, noite e dia, treva e Luz, ambos são idênticos para você. Tudo é Luz, e não há nenhuma treva. 

Além disso, você ama. Ah, e como ama! 

Você ama porque você é o Amor. Não lhe resta outra alternativa, senão amar. Você não tem escolha, senão ser o Amor que você é. 

O Amor que você é, é constante. Não passa por idas e vindas, por fluxo e refluxo. É o Amor que ama igualmente em toda parte, a tudo e a todos. Nada conhece que julgasse ser indigno; nada enxerga que não considerasse maravilhoso. 

O Amor que você é nada sabe sobre dar ou reter: ama por ser perfeito Amor. Seu Amor é perfeito porque você é o perfeito Amor.

Jesus disse: “O meu reino não é deste mundo”. O seu reino é a sua Consciência. 

A Consciência que você possui, e é, não se importa com um mundo ilusório. 

Portanto, você não está sujeito às suas fantasias e erros. Você não está sujeito às suas supostas leis de nascimento, mudança e morte. 

Você é livre de suas ilusões de crueldade, malícia, mesquinhez, ambição e avareza. A sua Consciência não é deste mundo; logo, você não se deixa levar por qualquer aparência de pecado, culpa ou autorretidão.


                                   IV
Seu Reino –Consciência– é o seu mundo. Você, O ILUMINADO, é o rei de seu Reino. 

Você não é um legislador ou um poder que atua sobre algo ou alguém. 

Você é o poder do Amor. Você é o poder de ser vivo, amoroso, inteligência consciente. 

Dessa maneira, somente, você é o rei do seu Reino. Sua Consciência é o seu Universo, pois, como pode notar, seu Universo é a sua Consciência.

Quem é o autor deste texto? 
É Você, porque “você” vem sendo a única palavra empregada para representar o EU que EU SOU. 

Se o chamado “você” não tivesse existido, este texto não teria sido revelado nem escrito. 

Cada palavra da Verdade aqui escrita, você conhece. Cada Verdade revelada nestas páginas, você é. 

Por isso, ao reler este texto, faça-o substituindo por “Eu” cada vez que a palavra “você” for aparecendo na leitura. 

Diga “Eu Sou”, sempre que encontrar as palavras “você é”. 

EU SOU é o seu nome. EU SOU é o meu nome. 

EU SOU é o nome único pelo qual alguém pode ser identificado.

E agora, amado, “chegou a Luz”, e VOCÊ é esta Luz. 

Agora VOCÊ já pode, com humildade, alegria, paz e êxtase, proclamar sua Identidade eterna em seu próprio nome: “EU SOU”.








terça-feira, 6 de dezembro de 2016

“Deixai-vos Do Homem cujo fôlego está nas suas narinas …”



“Deixai-vos do homem cujo fôlego está nas suas narinas; pois em que se deve ele estimar?”

Isaías 2:22




Como disse Jesus, “eu não vim para destruir, mas para completar”, referindo-se às Escrituras do Antigo testamento. 

Entretanto, os pontos cruciais permanecem os mesmos, e são aqueles aos quais precisamos nos fixar, para estarmos sempre endossando a Verdade que somos.

“Deixai-vos do homem cujo fôlego está em suas narinas”, disse Isaías. 

Recomendava o que posteriormente seria repetido por Jesus e por Paulo! “Se quer vir após mim, negue-se a si mesmo”; “Despojai-vos do velho homem e seus feitos”!

DEUS É O SER REAL INDIVIDUALIZADO NA FORMA DE “CRISTO”. 

UNICAMENTE DEUS É REALIDADE! 

POR ISSO, O SUPOSTO “HOMEM CUJO FÔLEGO ESTÁ NAS SUAS NARINAS” JAMAIS EXISTIU! NÃO PASSAVA DE UMA “IMAGEM HIPNÓTICA”, OU “MIRAGEM”!

Vezes e mais vezes, as postagens colocam em destaque que não somos o suposto “eu nascido” que a mente carnal insiste em nos sugerir! 

“Não chameis de pai a ninguém sobre a face da terra”, disse Jesus, para que MUDÁSSEMOS DE REFERENCIAL, ou seja, PARA QUE NOS ADMITÍSSEMOS SENDO O CRISTO, A VERDADE, O SER UNO COM DEUS, O SER QUE EXPRESSA DEUS!

DEIXAR-NOS DESTE HOMEM DEPENDENTE DE OXIGÊNIO, SIGNIFICA “SUBIR AO PAI” DENTRO DE NÓS! 

“SUBA DE CIMA PARA BAIXO”, como aqui sempre tem sido dito! Por quê? 

POR PARTIRMOS DA PREMISSA DE QUE DEUS É TUDO! 

“SUBIR DE CIMA PARA BAIXO” SIGNIFICA “RECONHECER QUE SOMOS DEUSES” -FILHOS DE DEUS - ESPÍRITOS FEITOS Á IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS, DESCONHECEDORES DO SUPOSTO “HOMEM CUJO FÔLEGO ESTÁ NAS SUAS NARINAS”!

VOCÊ JÁ É DEUS, PORQUE DEUS - ESPÍRITO ÚNICO É TUDO! 

Não há verdade nem realidade nas “imagens hipnóticas” chamadas de “mundo” pelos ilusórios “sentidos mortais”. 

Ademais, está revelado que “TEMOS A MENTE DE CRISTO”, OU SEJA, “SENTIDOS DIVINOS”!

Em suas “contemplações absolutas”, parta da premissa da Verdade Absoluta: “DEUS É TUDO, TUDO É DEUS, EU SOU DEUS”!

PERCEBA SUA VIDA SENDO O CRISTO, UM SER DOTADO DA MENTE DE CRISTO, UMA EXPRESSÃO DE TUDO QUE DEUS É, EM FORMA DE INDIVÍDUO.

Na Seicho-no-ie, assim é dito: “O ser absolutamente imaculado, perfeito e harmônico, que transcende a causalidade e que está acima dos sofrimentos cármicos – eis a Imagem Verdadeira de tua Vida”.

Como disse Mary Baker Eddy, “a Verdade está revelada; basta ser praticada!”.

Nossa PERMANÊNCIA nestes princípios faz com que DEIXEMO-NOS DO “HOMEM CUJO FÔLEGO ESTÁ EM SUAS NARINAS”.

Isaías ainda completou: “EM QUE SE DEVE ELE ESTIMAR”?









GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

NÃO EXISTE MENTE HUMANA





Se perguntarmos a alguém: “Os seus pensamentos são os pensamentos de Deus?”, 


Talvez ele nos dissesse: “Deveriam ser, gostaria que fossem, mas…”. 

E se lhe fizéssemos uma segunda pergunta: “Você acredita que a Mente de Deus é Onipresente, que é única, e que está em todos nós?”, 

Caso ele respondesse que sim, a sua primeira resposta ficaria sem sentido!

Não existe Verdade na ilusão, e não existe ilusão na Verdade! 

O Antigo Testamento assim declara ao mundo: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos” ( Isaías 55:8-9).

Isaías, nesta pregação dualista, identificou a humanidade com a “mente carnal”, objetivando atraí-la aos “pensamentos de Deus” e aos “caminhos de Deus”. Não via condições, em sua época, de ser direto e de fazer pregações absolutas!

Com a vinda de Jesus, o ensinamento absoluto foi passado à humanidade: “Sois a Luz do mundo”, “Tendes a Mente de Cristo”,revelações que faziam a identificação de todos com Deus e não mais com a ilusória “mente carnal”!

Todos os supostos “problemas do mundo” se devem à falsa ou errônea identificação com esta “mente ilusória”. 

Na verdade, NÃO EXISTE MENTE HUMANA! É A ILUSÃO APARECENDO COMO PENSAMENTOS ILUSÓRIOS – DESTOANTES DA VERDADE!

O enfoque absoluto leva em conta unicamente a Existência espiritual de perfeição permanente, explicando enfaticamente que todos “temos a Mente de Cristo”, idêntica à de Jesus. 

Não apenas a temos, mas, é a ÚNICA que temos, uma vez que a Mente divina é onipresente, é única, e é a Mente comum a nós todos!

A frase de Isaías é corrigida para ser amoldada à Verdade Absoluta, ou seja, “os pensamentos de Deus são os meus pensamentos”, e “os caminhos de Deus são os meus caminhos”.

Com a Ciência Mental, negamos que “temos ou que exista mente em ilusão”, enquanto afirmamos a Verdade de que “temos a Mente de Cristo”. 

E nas “contemplações absolutas”, reconhecemos os “pensamentos do mundo” não como os “nossos”, mas, como “sugestões hipnóticas”, como “pensamentos irreais”, frutos de uma “mente que não é mente”, uma vez que DEUS E OS PENSAMENTOS DE DEUS SÃO ÚNICOS!

Faça da “Prática do Silêncio” o momento dedicado a reconhecer, de fato, que “todos os pensamentos do mundo são nadas”,enquanto a Mente de Deus e os pensamentos de Deus são a sua Mente e os seus pensamentos!

É desse modo que as revelações absolutas nos libertam: quando vivemos IDENTIFICADOS com elas!









GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO

domingo, 4 de dezembro de 2016

O SENTIDO ESPIRITUAL DA PALAVRA ILUSÃO





A palavra ILUSÃO, quando empregada na Metafísica Absoluta, nos diz muito mais do que se relaciona com o seu sentido comum considerado e empregado pelo mundo. Na Metafísica, ela quer dizer “o nada”, “o ausente”, “o inexistente”, “o irreal”. 

Se nos for dito: “Este mundo é ILUSÃO”, o sentido da palavra é o de nos remeter ao RECONHECIMENTO e à PERCEPÇÃO do que é REAL, do que está PRESENTE, do que é TUDO, do que é REALIDADE! 

EM OUTRAS PALAVRAS, “ILUSÃO” SIGNIFICA PERCEBERMOS A VERDADE DE QUE UNICAMENTE EXISTE DEUS!

É neste entendimento que a palavra exerce o seu papel e o seu valor, e nunca como “sinônimo de problema”! 

Os artigos sobre a Verdade trazem diversos expedientes, todos destinados a fazer com que “PERCEBAMOS QUE ILUSÃO É NADA”!

Em Isaías, 40: 17, está revelado que “todas as nações”, para DEUS, são “MENOS DO QUE NADA; UMA COISA VÃ, ALGO QUE NÃO EXISTE”! 

Como pôde Isaías dizer tal coisa? POR TER VISTO O QUE É REAL, ASSIM COMO O VIRAM KRISHNA, BUDA, JESUS E DEMAIS REVELADORES DA VERDADE!

Emmet Fox escreveu e disseminou ao mundo ao que denominou “A CHAVE DE OURO”: “EM VEZ DE QUERER QUE DEUS RESOLVA UM PROBLEMA, RECONHEÇA DEUS NO LUGAR DO PROBLEMA”! 

Que está nos dizendo 
Emmet Fox 
? 
QUE O PROBLEMA É “ILUSÃO”! “O NADA”, “AUSÊNCIA DE RECONHECIMENTO DA TOTALIDADE DE DEUS”!

Também as “analogias”, “alegorias” e “parábolas” foram criadas com o mesmíssimo propósito: FAZER COM QUE NOSSA ATENÇÃO SE ATENHA A DEUS E ÀS SUAS “OBRAS PERMANENTES”, E A MAIS NADA!

Se alguém, ILUDIDO pela CRENÇA COLETIVA, acredita “estar no mundo”, – E NÃO EM DEUS E SENDO DEUS – e se nesta ILUSÃO ele escutar de um médico que sua saúde anda precária, o “hipnotismo de massa” o conduzirá prioritariamente ao MEDO, à PREOCUPAÇÃO e ao DESEJO DE SE CURAR. 

De que modo Jesus nos ensina a TRAVAR ESSA ILUSÃO? “NEGUE-SE A SI MESMO!” – disse ele. EXPLICAVA QUE A ILUSÃO ERA ACREDITAR SER “CARNAL NASCIDO”, E NÃO ALGUMA DOENÇA OU PROBLEMA!

DEUS É TUDO! NO EXATO LUGAR EM QUE A SUPOSTA “MENTE CARNAL” – COM SEU ILUSIONISMO – MOSTRA-NOS UM “CARNAL NASCIDO”, EXISTE UNICAMENTE DEUS! ISTO PORQUE DEUS É TUDO! PORQUE, AO LADO DE DEUS – DE “MIM” – NADA EXISTE!














GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO

sábado, 3 de dezembro de 2016

Identifique-se Com Sua Mente Iluminada!



“Pois, quem dentre os homens conhece as coisas do homem, a não ser o espírito do homem que nele está? Da mesma forma, ninguém conhece as coisas de Deus, a não ser o Espírito de Deus.
Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente”.
I Cor. 2: 12-13



Em meio ao “nevoeiro” de CRENÇAS FALSAS, brilha intensamente o Universo da Realidade, à espera daqueles desejosos de “vencer o mundo” entendendo-o imune ao aparentemente denso “nevoeiro”! 

Assim como uma cidade não se altera, estando coberta de neblina, o Reino de Deus e o Cristo que somos também não se alteram, sejam quais forem as “crenças em contrário”!

Quem quiser “conhecer a cidade” terá de vê-la sem a neblina! 

Analogamente, quem quiser conhecer o Reino de Deus, e conhecer a SI MESMO, já presente nele, terá de empregar a Mente que jamais enxerga o “nevoeiro de crenças falsas”!


Foi com a intenção de bem nos esclarecer este ponto que o apóstolo Paulo assim declarou: “TEMOS A MENTE DE CRISTO”! 

Deixou claro que não recebemos de Deus a “mente que vê tudo nublado”, a chamada “mente carnal”, mas que recebemos a Mente divina para que, segundo ele, “percebamos espiritualmente o que nos é dado gratuitamente por Deus”.

A errônea admissão de que “temos mente humana” terá de ser substituída pela CONVICÇÃO de que temos a “Mente divina”, caso desejemos deixar de “ver por espelho em enigma” para podermos “ver a Deus face a face”. 

Em nossa analogia, uma cidade coberta pela neblina poderá ser vista sem ela com a mesma “mente carnal”, tão logo os raios do Sol deem fim a ela. 

Porém, para nos livramos do “nevoeiro de crenças falsas” teremos de trocar a “mente que nelas crê” pela Mente que as desconhece, ou seja, pela Mente divina. A isto, a Metafísica chama de MUDANÇA DE REFERENCIAL


Para o mundo, os “reveladores da Verdade” estão “no mundo”, mesmo com todos eles dizendo “não serem do mundo”! 

Mas o “hipnotismo de massa” faz com que unicamente a “mente carnal” seja aparentemente disponível e empregada para avaliar o Universo e seus habitantes, segundo seu falso “juízo pelas aparências”!

Quando é dito para que seja feita a MUDANÇA DE REFERENCIAL, do ilusório referencial da mente humana para o verdadeiro referencial, da Mente de Cristo, esta prática será “buscarmos o Reino de Deus em primeiro lugar”, por nos unificarmos com o ponto de vista de Deus, reconhecermos a Perfeição onipresente, da Realidade iluminada, e desprezarmos as “aparências” sugeridas pela “mente humana”.


Uma radical identificação, sem esforço, é feita com a Mente de Cristo, com intuitiva aceitação de que “percebemos o que Deus percebe”, pois a Mente do Uno é aceita como a nossa Mente individual! 

É nestas condições que entramos na “Prática do Silêncio”.
















GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO













sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

O Gritante Desvio Da Verdade!




A constatação de que DEUS É TUDO, e que unicamente vivemos em Seu Universo de Luz com Corpos de Luz, é a Verdade que, após ser vista por alguém, se torna “premissa teórica” para aqueles que acreditam não a terem ainda visto.


TODOS VEEM A VERDADE, AQUI E AGORA!


O que parece contradizer este FATO é meramente uma “CRENÇA” em mente humana e no ser humano de sua invenção.

A suposta “mente humana” pode “criar” Patópolis, Pato Donald, Tio Patinhas e demais habitantes. Teriam vida?

Não!


Veriam quem os criou?


Também não! Por quê?


Por não serem realidades!


Por não fazerem parte da Verdade.


Se a revista for destruída, desaparecerão em seu “nada originário” todos os ilusórios personagens!


Enquanto alguém se identificar como “personagem do mundo do pai da mentira - um carnal”, unicamente estará endossando o “hipnotismo de massa”, identificando-se com a “mente que não existe”, lutando com ela para “despertar para a Verdade”, e, com isso, ilusoriamente participando do gritante desvio da Verdade!


Todo suposto “carnal” tentará ser “Pedro”, negando “conhecer a Cristo por três vezes”, para que, então, “ouça o cantar do galo”!


O número três, sempre que surge na Bíblia, anuncia uma Verdade Absoluta sendo ali expressa. No caso, simboliza “todas as vezes” em que alguém relute em se entregar à Verdade, por querer preservar sua ilusória ou errônea identificação com o mundo.


Nada, porém, pode impedir a Autorrevelação divina!

E o “galo cantando” simboliza o anúncio do “Batismo com Fogo”!


Jesus não se identificava com “alguém deste mundo”!


Quando Pedro disse ser ele o Cristo, chamou-o de “bem-aventurado”, declarando que a Verdade saiu da Consciência divina de Pedro e não da suposta mente em ilusão, que vê o que Deus não criou, iludindo a humanidade com uma falsa criação terrena, sem vida, substância ou real presença.


DEUS - ESPÍRITO ÚNICO - É TUDO!


Você corta todos os “desvios da Verdade” fazendo o que Jesus mandou: buscando, em você próprio, o Reino de Deus “em primeiro lugar!


Este “buscar” deve ser entendido como “imediata identificação com a premissa da Verdade”, ou seja, mediante uma identificação com “coração de menino”, distante do intelecto da mente humana abarrotado com a “sabedoria da serpente”!


DEUS É TUDO, É A SUA CONSCIÊNCIA, MENTE, CORPO, ENFIM, A SUA TOTALIDADE!


Foi o que Paulo disse, explicando que o “despojamento do velho homem e seus feitos” faz com que nos sobre unicamente a Verdade: CRISTO SENDO TUDO EM TODOS!



O Universo é de Deus e não de humanos aceitando ou não a Verdade.




Livrar-se da CRENÇA EM MATÉRIA E SERES NA MATÉRIA é o chamado “despertar”.



Entretanto, nem “carnais” existem, para “despertar”, nem Filhos de Deus existem, para “despertar”.




EM VERDADE NÃO EXISTE “DESPERTAR ESPIRITUAL”!



O QUE HÁ, É DEUS SENDO TUDO DESDE O PRINCÍPIO!



Aquele que deixar de aceitar “ALGO ALÉM DE DEUS”, estará conscientemente SENDO DEUS!



Por isso Jesus, que se via sendo DEUS, disse que os pretendentes a segui-lo teriam de “se negar a si mesmos”, como “humanos nascidos”, para que lhes sobrasse a Verdade pura, sem desvios, sem dualidade, sem “buscadores” .



ASSIM, A VERDADE “DEUS É TUDO” ESTARÁ SENDO EXPERIENCIADA!















GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

A CONSCIÊNCIA QUE CURA





Às vezes fico pensando: “O que é que Deus, a Mente divina, está sabendo agora? O que é que a Mente divina está vendo como sendo o estado atual do ser? 

Sendo eu a imagem e semelhança da Mente divina, tenho de refletir o que a Mente divina sabe, e pretendo adotar como meu cada um dos seus pensamentos poderosos e sanadores.

Uma coisa que aprendi sobre a Mente divina, por meio da Ciência Cristã, é a verdade profundamente simples de que Deus, a Mente, é Tudo. 

Em seu livro Unity of Good, a Sra. Eddy apresenta um diálogo hipotético entre o bem e o mal. A certa altura, o bem responde às sugestões do mal: “Tuas hipóteses insistem em que haja mais de uma Mente, mais de um Deus; mas, em verdade te digo, que Deus é “Tudo em tudo”, e não podes estar fora de Sua unicidade”.

Pense nisso! Toda a vida se manifesta dentro da infinita totalidade de Deus e por isso é boa. 

Toda a realidade está no âmbito da Mente única, dentro da consciência divina, que o homem reflete, e essa é a nossa única e verdadeira consciência. 

Tal raciocínio espiritualmente científico ajuda-nos a compreender que a cura por meio da oração consiste em trazer à luz a harmonia que para sempre existe dentro da Mente divina. 

É um despertar para aquilo que é real, em Deus e no homem. Por isso, a cura não ocorre fora do nosso pensamento, em alguma circunstância ou situação.

Às vezes, nos vemos frente a frente com sugestões perturbadoras acerca de nossa vida. 

A sugestão de que a escassez, a perda ou a doença sejam incuráveis, chega a ser assustadora. 

A sugestão de que o abuso irá deixar seqüelas permanentes, ou que a solidão seja inevitável, também é perturbadora. Mas, será que essas coisas estão fora de nosso controle? Fora de nossa consciência? Não! 

Podemos redefinir essas situações, que parecem existir fora de nós e fora de nosso controle. 

Podemos classificá-las pura e simplesmente como pensamentos errôneos, crenças falsas, porque não estão incluídas na totalidade de Deus. Isso ajuda a colocar a situação sob o controle divino e, assim, a cura tem início.

Jesus certa vez viajava de barco, atravessando o Mar da Galileia, quando foi despertado do sono por seus discípulos, com a notícia de que um terrível temporal se abatera sobre eles. 
Estavam com medo de morrer e, desesperadamente, aguardavam do Mestre alguma ação. A eles, parecia estar ocorrendo algo externo, fora do controle deles. Viam-se desamparados. 



Mas Jesus, compreendendo que Deus é Tudo, deu à crise uma solução simples e poderosa. 



Relata-nos a Bíblia que Jesus “despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Acalma-te, emudece! O vento se aquietou, e fez-se grande bonança”.


Jesus deve ter reconhecido que nenhuma tempestade perigosa poderia jamais ter sequer entrado na perfeita criação de Deus. 

Parece evidente que ele considerou-a apenas uma tempestade de pensamentos, e compreendeu que tinha a habilidade e a autoridade, dadas por Deus, para rejeitar os elementos destrutivos do pensamento mortal, por serem ilegítimos e impotentes.

A Sra. Eddy diz: “Nada aparece aos sentidos físicos a não ser seu próprio estado mental subjetivo.” 

Depois acrescenta: “Destruí o pensamento de pecado, de doença e de morte, e destruireis a existência deles.” 

A Mente que havia em Cristo Jesus acalma as tempestades da vida. 

Essa Mente é a nossa verdadeira consciência, a consciência que cura.

A percepção que Jesus tinha da supremacia de Deus e da natureza espiritual e perfeita da existência, era maior do que qualquer desafio que tivesse pela frente. Confiava resolutamente em que esse ponto de vista o informaria da realidade, ainda que a evidência material fosse diferente. E aquilo que Jesus provou, de forma científica, é igualmente natural para nós comprovarmos em nossa vida, hoje.

Por exemplo, sofri várias lesões num acidente de carro e estava com muitas dores. Eu estava com uma perna inutilizada. Vi-me diante da terrível sugestão de que talvez não voltasse a andar. Chamei um praticista da Ciência Cristã e pedi ajuda por meio da oração. 

O trabalho do praticista me ajudou a ver a mim mesma como a verdadeira expressão da divindade, que não necessita de nada fora de seu próprio reino de infinita perfeição. Isso me fez compreender que a totalidade de Deus incluía a mim também, e não era algo externo a mim. Esse raciocínio levou à cura. 

Durante as semanas de consagrado estudo da Bíblia e de Ciência e Saúde, da Sra. Eddy, cheguei a perceber que o único e verdadeiro apoio de minha existência era Deus. 

Aprendi que eu incluía todo o bem e que não existia bem algum que não estivesse incluído em minha própria consciência, como reflexo da Mente divina. Apoiando-me inteiramente no Princípio-Cristo, consegui ficar de pé novamente e mais tarde voltei a caminhar. 

Embora a cura tivesse demorado algumas semanas, foi completa. Hoje movimento-me livremente, mesmo ao correr. 

Nenhuma tempestade de pecado, doença, morte, invalidez, escassez, depressão, medo, declínio ou dúvida pode determinar o estado do homem, a imagem e semelhança de Deus. 

As Escrituras nos aconselham: “Tende em vós a mesma mente que houve também em Cristo Jesus”. 

Como o homem é a imagem e semelhança da Mente divina, Deus, nós, em realidade, refletimos apenas a Mente divina. 

Não podemos pular para dentro e para fora da Mente, pois nela moramos para sempre e a refletimos. 

Nossa tarefa é a de ceder mentalmente a essa Verdade. Para a Mente divina não há tempestade que invada nossa paz, nossa inteireza espiritual e perfeição. 

Você tem opção de não ficar num estado mental cheio de medo, olhando para uma tempestade. 
Em vez disso, poderá ver a si mesmo como reflexo da Mente celestial, compreendendo que na realidade divina não há tempestade, nada que possa roubar-lhe a alegria, o suprimento, a saúde, a segurança e o bem-estar, nada que possa diminuir o bem eterno.

A Mente que havia em Cristo Jesus é a sua mente e ela sempre sabe que tudo é bom, Deus e Sua manifestação, sabe que esse fato está sendo comprovado continuamente. 

Quando nos submetemos a essa consciência pura e divina, a consciência que cura, o poder sanador da Ciência Cristã é demonstrado.





(De O Arauto da Ciência Cristã – Fev. 1997)